Libertação: ouvidos e olhos, os principes da alma






"Porque tu, SENHOR, és a minha candeia: e o SENHOR esclarece as minhas trevas." 2 Samuel 22:29



O homem sensato deve admitir as suas trevas, mas não pode deixar-se dominar por elas. As trevas fazem parte da nossa vida, nosso Deus é o SENHOR, até mesmo das trevas (Is 45.7, 1 Rs 8.12).

As trevas simbolizam as dúvidas e indagações humanas. Também, ela é a dimensão do oculto, nelas se escondem as obras infrutuosas, sem valor (Ef 5.11). São exemplos de trevas as indagações e de trevas malignas, a mentira, o conhecimento verde*, a vergonha, o medo, a fuga, etc.

Onde estão as trevas? Primeiros nos ouvidos, pois pelos ouvidos vem os questionamentos (Gn 3.1). Depois, nos olhos, pois pelos olhos vem a cobiça (Gn 3.6, 1 Jo 2.16).

Esses são os príncipes da alma, ouvidos e olhos. Todos são como abismos infinitos carentes de luz infinita para os conter.

"Todas estas cousas se cansam tanto, que ninguém o pode declarar: os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos de ouvir." Eclesiastes 1:8 

"O inferno e a perdição nunca se fartam, e os olhos do homem nunca se satisfazem." Provérbios 27:20 

Com respeito aos ouvidos, como re-orientar-los para que eles tenham saúde espiritual? Ouça, compreenda, e mude seguindo a voz do Espírito:

"Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às congregações."
Apocalipse 2:29

O Espírito nunca deixou de falar, ele fala em você, talvez você não tenha feito silêncio para ouvi-lo. Entre no seu quarto, feche a porta e converse e se apresente a Ele. Faça uma oração oculta, somente entre vocês dois. O Espírito sempre falou e sempre fala com você, mas quem sabe lhe falte a sensibilidade para ouvir. Mas ore com fé sem esquecer deste princípio básico: Deus é vivo.

Leia comigo o Salmo 40.5,6:

"Sacrifício e oferta não quiseste; abriste-me os ouvidos; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste. Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro está escrito de mim" Salmos 40:6 

A libertação é historicamente manifesta pelos príncipes da alma: ouvidos e olhos. O salmista escreve em primeiro lugar

"abriste-me os ouvidos"

e depois

"no rolo do livro está escrito de mim" com referencia implícita aos olhos

Os olhos carecem daquilo que está escrito. Só a Palavra pra salvar os olhos das trevas das intenções pecaminosas (Mt 5.28). Por isso, leia a Palavra, refugie seus olhos nela.

O salmista também escreve que no rolo do livro está escrito sobre ele. Um dia me perguntei sobre o Livro da Vida e o que estava escrito nele. Deus em sonhos, abriu este livro para mim e me mostrou uma palavra escrita nele: FIDELIDADE. Gostaria de acrescentar um versículo da Bíblia a essa revelação:

"A tua misericórdia, SENHOR, está nos céus, e a tua fidelidade chega até às mais excelsas nuvens." Salmos 36:5 

Que o SENHOR sopre o seu sopro sobre os nossos ouvidos e unja os nosso olhos com o seu divino óleo. Amém!





Autor: Gabriel Francisco da Silva Bezerra
30 de dezembro de 2017