A CHAVE DAS PRISOES






A CHAVE DAS PRISÕES


"Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão." Gl 5.1


Existem vários tipos de prisões para o corpo. Quando você está amarrado, por exemplo, há uma continua agonia em não poder se soltar. Há prisões para os que transgridem a lei dos homens mas as prisões que mais nos oprimem são invisíveis, são as prisões da alma, essas são grades que cercam e grilhões que oprimem a mente humana de forma terrível. O pecado é a transgressão da lei, e todos aqueles que pecam estão pressos nestas prisões invisíveis.


Estas prisões são a desobediência, o medo, a dúvida, a idolatria, a mentira dentre outras diversas. São todos frutos do pecado os quais chegam no seu destino final: a morte. O homem sem Deus está condenado e não restam dúvidas que ele necessita com urgência ser liberto antes de cair em um abismo sem saída que é sua eterna condenação. Ele não será liberto através de uma rebelião, nem através de uma grande jogada de sorte. A libertação do homem acontece quando ele conhece o testemunho de quem pode libertá-lo. Esse testemunho é a chave das prisões.

Você pode estar livre de todas as prisões se crer que houve um que carregou todas elas. Siga a Jesus Cristo e você será liberto. Quando ele nasceu, foi como ser ouvida a esperança da nossa libertação. Ele negou a si mesmo, tomou a sua cruz e seguiu, nós também fazemos o mesmo. Ele fez milagres, nós também pelo Seu Nome fazemos. Ele foi perseguido e humilhado, nós também somos. Ele foi morto, nós também morremos com nossos pecados. Ele ressuscitou, nós ressuscitamos com Ele como novas criaturas em Cristo. Temos a vida eterna. Já não resta mais condenação: seguimos a Cristo que abriu as nossas prisões e agora somos livres. Levemos esse testemunho conosco pois ele abrirá muitas cadeias.

Essa é a chave e você já tem ela no seu coração. Se há ou se vier a surgir alguma prisão dentro dele, mova a chave e as portas serão abertas pelo poder do sangue purificador do filho de Deus. Entenda: fomos criados para viver em liberdade pois para a liberdade foi que Cristo nos libertou (Gl 5.1a). Se você já é livre não olhe para traz. Na sua caminhada lembre-se que as grades sempre estão às suas costas, mas a luz sempre brilhará diante de você.





29 de Julho de 2016
Autor: G.F. da Silva