A PEDAGOGIA DO JUMENTO




A PEDAGOGIA DO JUMENTO

"O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende." Isaías 1.3 

Falar com os animais é uma experiencia fascinante, pra isso é preciso saber ouvir e um pouquinho de criatividade. Se lêssemos na bíblia, o jumento é uma figura carimbada, com presença marcada em várias narrativas e provérbios. Pesquisamos e encontramos algumas coisas que aprendemos com o jumento, porque, afinal de contas, ele é um animal que tem lá suas qualidades mas também defeitos. Isso nos leva a pergunta: o que aprender com o jumento? Deixemos ele mesmo responder.


O QUE APRENDER COM O JUMENTO?

-O jumento tem entendimento pelo menos de uma coisa (Is 1.3) e nós precisamos entender uma coisa: Ter  muito conhecimento informativo de Deus, não é o mesmo que conhecê-lo como um amigo "mais chegado". Não procure conhecer várias coisas sobre Deus, simplesmente seja um amigo para o "EU SOU", e você também descobrirá quem você é. 
- O jumento tem descanso e nós também devemos descansar. Todos merecem o descanso quando trabalham (Ex 23.12). Todos descansam até os animais, e isso é essencial para a saúde do corpo e da mente. Se você não gosta de ficar parado, saiba que sem o descanso você não terá o mesmo desempenho, pois o descanso é essencial para restauras todas as nossas forças para continuar;
-O jumento não é escravo, muito menos nós. Somos filhos e servos de Deus, nunca escravos (Is 32.20). Felicidade é ser livre, na liberdade de Cristo, livres do pecado, do mundo e da escravidão do vaidoso coração humano;
- O jumento leva as cargas dos outros e nós também levamos. Vejamos o exemplo profético do ensino que o jumentinho nos deu ao levar Jesus nas suas costas (Zc 9.9, Mt 21.5). Em Gálatas diz: "Levai as cargas uns dos outros e assim cumprireis a lei de Cristo" (Gl 6:2). Ajudar os outros é como os primeiros passos da fé, todos devem ajudar, mas incentivando também o andar de forma independente;
-O jumento falou aquilo que Deus queria comunicar ao profeta (Nm 22.28), por isso, só falemos somente aquilo que Deus colocar no nosso coração e boca, mostramos assim que somos mais espertos do que Balaão. Não seja negligente, fale, mas com sinceridade e fidelidade a Deus no que falar.

Todos esses ensinamentos vieram a partir de histórias sobre um humilde jumentinho. Sejamos humildes para saber o que aprender com ele, nessa pedagogia bíblica engraçada mas super útil para nossa vida prática.



29 de Novembro de 2016
Autor: Gabriel Francisco da Silva Bezerra