O MAR DO ESQUECIMENTO





Você se lembra de ter mergulhado no mar do esquecimento? Sei que essa é uma pergunta difícil de ser respondida mas o esquecimento é algo muito necessário. Quando um homem bom morre ele não lembra de muitas coisas porque a sua memória está no esquecimento (Ec 9.5,6). Na verdade é preciso morrer primeiro pra nascer de novo. E essa morte inclui a morte da memória, mas não uma morte total. O passado de pecado é o que deve ser esquecido:

Tornará a apiedar-se de nós: subjugará as nossas iniquidades, e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar. (Miquéias 7.19)

Quando morremos no corpo de pecado (Rm 8.10, Cl 3.3), nosso passado de pecado e acusação também é lançado por Deus no mar do esquecimento. Mas se você não fizer o mesmo? Isso, Deus lançou no mar as lembranças e você, também se desfez dessas recordações? Saiba que essas memórias não são mais suas, mas pertencem a uma pessoa que já morreu (Rm 7.5,6). São as memórias do velho homem, da velha mulher (Cl 3.9). Você nasceu das águas do mar com uma nova vida e uma nova história, construída no presente, e com novas perspectivas de futuro. 

Mas então o que devemos lembrar? Traga a sua memória aquilo que te dá esperança (Lm 3.21). E no demais tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso devemos pensar (Fp 4.8). Deixe Deus dominar seus pensamentos, não permita ser dominado ou escravizado por eles!

Deus gerou o mar do esquecimento dentro de cada um de nós. Um dia o mar do esquecimento transbordará e vai inundar o mar de dor, de tristeza, de sofrimentos e tudo será esquecido, porque ele enxugará dos nossos olhos toda lagrima e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem clamor, nem dor, porque tudo isso será passado e Deus fará novas todas as coisas (Ap 21.4,5). Deus desde agora está mudando nossa mente (1 Co 2.16), e com uma mente renovada podemos mudar o mundo a nossa volta. Só quando nossa visão de mundo mudar, poderemos ter a esperança de um novo céu e uma nova terra.



9 de dezembro de 2016
Autor: G.F. da Silva