DESVENDANDO A CIDADE DE DEUS




Apocalipse 21:1 E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque o primeiro céu e a primeira terra se tinha ido, e o mar já não era.

Tudo parte da visão. Se você muda a sua maneira de ver as coisas, tudo muda ao seu redor. Talvez, algum dia, em um abrir e fechar de olhos, vejamos o que está a nossa frente, o céu e a terra que Deus criou para nós habitarmos.

Apocalipse 21:2 E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descendia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.

A Nova Jerusalém desce do céu. Céu é sublimidade, excelência, perfeição. Precisamos buscar esta perfeição, se descemos é porque somos de cima, se estivermos em cima, abençoaremos nossa terra. A cidade de Deus são as pessoas de Deus.

Apocalipse 21:3 E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, e com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles e será o seu Deus.

Nós somos o tabernáculo de Deus, Deus em nós habita, individualmente e coletivamente, como em uma cidade.

Apocalipse 21:4 E Deus limpará de seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem clamor, nem dor, (trabalho) porque já as primeiras coisas são passadas.

Esquecer é apagar o triste passado na cidade de Deus. Superar o passado é olha-lo sem vínculos, e aceita-lo sem cor, sepultado e imemoriável.

Apocalipse 21:5 E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.

Deus é o autor da novidade da re-criação. Ele cria o novo a partir do nada, ou a partir do que já é existente.

Apocalipse 21:6 E disse-me mais: Feito é. Eu sou o Alfa e Ômega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.

Há sempre uma saída pra quem sinceramente quer mudar. A Palavra de Deus é a água que transforma tudo.

Apocalipse 21:7 Quem vencer, herdará todas as coisas, e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.

Os vencedores tem a melhor recompensa: a filiação e a herança da criação.

Apocalipse 21:8 Mas aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, que é a segunda morte.

A Porta do Cárcere sempre estará aberta na cidade para os que desistem da fé.

Apocalipse 21:9 E veio a mim um dos sete anjos, que tiveram as sete taças cheias das derradeiras sete pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, e mostrar-te-ei a Esposa, a mulher do Cordeiro.

Os anjos conhecem a cidade, pois já estão nela. Eles são hebreus, isto é, "aqueles que vem do lugar d'além" (Hb 12.22).

Apocalipse 21:10 E levou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém,  que de Deus descendia do céu.

A cidade de Deus é espiritual. Está edificado sobre o Monte Sião (Sl 87.1), o monte da justiça (Sl 15).

Apocalipse 21:11 E tinha a glória de Deus: e a sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como a pedra de jaspe, ao modo de cristal resplandecente.

Jaspe é perfeição ("qalal", polir, aperfeiçoar), o amor é o vinculo da perfeição. "Pedra preciosíssima" é plenitude de riqueza (pedra preciosíssima ou "Tarsish",társis, turquesa).

Apocalipse 21:12,13 E tinha um grande e alto muro com doze portas, e, nas portas doze anjos, e nomes escritos nelas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel. Da banda do oriente, havia três portas, da banda do norte três portas, da banda do sul três portas; da banda do ocidente (poente) três portas.

Doze portas: Porta do Fundamento (2 Cr 23.5), Porta dos Cavalos (2 Cr 23.15), Porta do Vale (2 Cr 26.9), Porta do Sol Nascente (2 Cr 31.14), Porta dos Peixes (2 Cr 33.14), Porta do Monturo (Nm 2.13), Porta da Fonte (Nm 2.14), Porta das Ovelhas (Nm 3.1), Porta Velha (Nm 3.6), Porta da Águas (Nm 3.26), Porta da Guarda (Nm 3.31), Porta da Frutificação (Nm 8.16)

Apocalipse 21:14-17 E o muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro. E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro para medir a cidade, e as suas portas, e o seu muro. E a cidade estava situada em quadro; e a sua longura era tanta como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e a sua longura, e largura, e altura dela, eram iguais. E mediu o seu muro de cento e quarenta e quatro côvados, de medida de homem que assim era a do anjo.

Medidas reais perfeitas. A cidade é espiritual e real, existente.

Apocalipse 21:18 E a construção de seu muro era de jaspe, mas a cidade era de ouro puro, semelhante a vidro puríssimo. (ou, cristalino.)

Jaspe: Perfeição. Ouro: Bondade (Gn 2.12). Vidro: transparência, pureza.

Apocalipse 21:19 E os fundamentos do muro da cidade estavam adornados com toda a pedra preciosa. O primeiro fundamento era jaspe: o segundo, safira: o terceiro, calcedônia: o quarto, esmeralda

Jaspe: Perfeição

 Lexical: קָלָל- Transliteração: qalal- Parte do discurso: Adjetivo- Ortografia fonética: kaw-lawl '- Definição: polido.- Origem: De qalal; iluminado.

6. Porque Deus, que disse: Das trevas brilhará a luz, é quem brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus na face de Cristo.
(2 Coríntios, 4)
16. Mas, naquela medida de perfeição a que já chegamos, nela prossigamos.
(Filipenses, 3)
14. E, sobre tudo isto, revestí-vos do amor, que é o vínculo da perfeição.
(Colossenses, 3)
12. tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;
13. até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo;
(Efésios, 4)

 Safira: Pureza, Formosura, Reino.

10. e viram o Deus de Israel, e debaixo de seus pés havia como que uma calçada de pedra de safira, que parecia com o próprio céu na sua pureza.
(Êxodo, 24)
7. Os seus nobres eram mais alvos do que a neve, mais brancos do que o leite, eram mais ruivos de corpo do que o coral, e a sua formosura era como a de safira.
(Lamentações, 4)
26. E sobre o firmamento, que estava por cima das suas cabeças, havia uma semelhança de trono, como a aparência duma safira; e sobre a semelhança do trono havia como que a semelhança dum homem, no alto, sobre ele.
(Ezequiel, 1)

Calcedônia: Sustentação, Firmeza, Instrumentalização, Proteção (escudo).

De fenícia 𐤒𐤀𐤓𐤕𐤇𐤀𐤃𐤀𐤔𐤕 ( Qart-ḥadašt , “ Cidade Nova ” ). Provavelmente também influenciado por χαλκός ( khalkós , “ bronze ”).

Esmeralda: Brilho, Iluminação.

Hebraico: bareket בָּרֶקֶת ágata
בָּרַק (verbo)
Fem./Plural: Transliteração: baraq, Tradução: brilhar, resplandecer, lampejar, cintilar
6. Porque Deus, que disse: Das trevas brilhará a luz, é quem brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus na face de Cristo.
(2 Coríntios, 4)

Apocalipse 21:20 o quinto, sardônica: o sexto, sárdio: o sétimo, crisólito: o oitavo, berilo: o nono, topázio: o décimo, crisópraso: o undécimo, jacinto: o duodécimo, ametista.

Sardônica: Dureza, Resistência.

יַהֲלוֹם (masculino)
Fem./Plural: יַהֲלוֹמִים Transliteração: yahalom Tradução: diamante
12. Sim, fizeram duro como diamante o seu coração, para não ouvirem a lei, nem as palavras que o Senhor dos exércitos enviara pelo seu Espírito mediante os profetas antigos; por isso veio a grande ira do Senhor dos exércitos.
(Zacarías, 7)

Sárdio: Sacrifício.

Lexical: אֹ֫דֶם- Transliteração: odem- Parte do discurso: substantivo feminino- Ortografia fonética: o'-dem- Definição: rubi.- Origem: De 'adam; vermelhidão, ou seja O rubi, granada ou alguma outra gema vermelha.- uso: sardius.
A palavra אָדָם (pronunciada: Adam) está conectada com duas outras palavras em hebraico: דַּם (dam) "sangue" e אֲדָמָה (adamá) "terra/solo". Estas palavras nos mostram que o significado básico de Adam (Adão em hebraico) está associado com o "sangue" e a "terra".
4. E saiu outro cavalo, um cavalo vermelho; e ao que estava montado nele foi dado que tirasse a paz da terra, de modo que os homens se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.
(Apocalipse, 6)

Crisólito: Plenitude.

Lexical: crisolito- Transliteração: chrusolithos- Parte do discurso: substantivo, masculino- Ortografia fonética: khroo-sol'-ee-thos- Definição: um topázio e uma gema com uma cor amarela brilhante.- Origem: De chrusos e lithos; pedra de ouro, ou seja Uma gema amarela ("crisolita").- Uso: crisólito.
Tarshish (tarsis), plenitude.

Berilo: Poder, Vida, Movimento.

Lexical: berílio- Transliteração: bérullos- Parte do discurso: substantivo, masculino- Ortografia fonética: bay'-rool-los- Definição: um berilo e uma pedra preciosa de várias cores, sendo as mais conhecidas o verde-mar.- Origem: De derivação incerta; e "berilo". Pedra do Poder.
Ezequiel 1:21 Andando eles, andavam elas, e, parando eles, paravam elas e, elevando-se eles da terra, elevavam-se também as rodas [de berilo] defronte deles porque o espírito dos animais estava nas rodas.

Topázio: Busca, Procura.
.
O nome "topázio" é derivado do grego topazos ("buscar"), que era o nome de uma ilha no Mar Vermelho difícil de encontrar e da qual uma pedra amarela (atualmente acredita-se que fosse uma olivina amarelada) era minerada em tempos antigos.

Crisópraso: Vida Eterna

Do grego khrysóprasos, de khrysós, «ouro» +práson, «alho-porro», por causa da sua cor verde.
25. Sua carne se reverdecerá mais do que na sua infância; e ele tornará aos dias da sua juventude.
(Jó, 33)
Lexical: נֹ֫פֶך- Transliteração: nophek- Parte do discurso: substantivo masculino- Ortografia fonética: no-fek- Definição: turquesa.- Origem: De uma raiz não usada que significa brilhar; brilhando; e gema, provavelmente a granada.

Jacinto: Julgamento.

Tem origem no grego Hyákinthos, a partir do latim Hyacinthu, que quer dizer literalmente “ai de mim!”.
17. E assim vi os cavalos nesta visão: os que sobre eles estavam montados tinham couraças de fogo, e de jacinto, e de enxofre; e as cabeças dos cavalos eram como cabeças de leões; e de suas bocas saíam fogo, fumaça e enxofre.
(Apocalipse, 9)
18. Por estas três pragas foi morta a terça parte dos homens, isto é, pelo fogo, pela fumaça e pelo enxofre, que saíam das suas bocas.
(Apocalipse, 9)

Ametista: Sonho, Saúde, Fortaleza.

Uma pedra do sonho; חלם,
חלם chalam uma raiz primitiva; 
1) sonhar 1b) (Hifil) sonhar 2) ser saudável, ser forte 2a) (Qal) ser saudável


*****************************************
Referencias

Brit Hadashá- Biblia Judaica Cristã
Nova Concordância Strong

Autor: Gabriel Francisco da Silva Bezerra
31 de julho de 2018