A ROSA E OS LÍRIOS




"Debaixo duma macieira te despertei, ali esteve tua mãe com dores; ali esteve com dores aquela que te deu à luz." Cantares 8.5b

Lembramos das rosas ao estarmos apaixonados, para presenteamos, quem sabe, um grande amor. E você, o que te faz lembrar uma rosa? 

Falemos de rosa, como falamos das mulheres. Para mim, rosa lembra espinhos. Quando penso em maternidade, além de pensar em amor, penso em dores, pois através das dores se manifesta ao mundo um novo ser. Estas são as conhecidas "dores de parto". Se você é mãe, deve ter passado por tais dores, mas se você não for mãe, se for apenas um filho(a), reflita nesta leitura. Você já sentiu dor do seu próximo? ou por um ente querido, ou amigo? Saiba que sentir a dor do seu próximo é o primeiro passo para ajudá-lo, a fim de que através de você, ele seja regenerado. Sentir a dor do outro também é compreende-lo. Você é um presente para aquele que te ouve, compreende e ajuda, mas também pode ser presenteado com uma outra pessoa para que cuide.

Nós precisamos despertar para isso. Assim, todos nós nos encontraremos "debaixo da macieira". Despertarmos para descobrir um novo papel, como cristão que somos. O papel de imitar Cristo. As vezes, agir por imitação é um primeiro passo para agir de coração.

"Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados" Efésios 5.1 

Primeiro, agimos por uma lei, e depois, voluntariamente, de forma espontânea, de coração (Gl 4.1-6). Como uma criança que primeiro aprende "a disciplina da casa", mesmo sem entender, e depois que cresce, age de forma espontânea e consciente, tal como aprendeu. Ou de uma forma, ou de outra, com o tempo, ao despertamos "debaixo da macieira", estaremos desempenhando o mesmo papel de quem por nós sentiu as "dores de parto". Se você é apenas filha, talvez esse desafio bata a sua porta: o de ser uma grande mãe. Se você é mãe, ou natural ou espiritualmente falando (uma mãe de filhos espirituais), haverá sempre uma recompensa para as suas "dores de parto".

"Assim diz o SENHOR: Uma voz se ouviu em Ramá, lamentação, choro amargo: Raquel chora seus filhos, sem admitir consolação por eles, porque já não existem. Assim diz o SENHOR: Reprime a tua voz de choro, e as lágrimas de teus olhos: porque há galardão para o teu trabalho, diz o SENHOR, pois eles voltarão da terra do inimigo." Jeremias 31.15,16 

"Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará sem dúvida com alegria, trazendo consigo os seus feixes." Salmos 126.5,6

Não se esqueça: "há galardão para o teu trabalho" e com certeza você "voltará com os seus feixes", isto é, desfrutando do resultado de lagrimas derramadas. Se suas lágrimas, diante de Deus são "colhidas", é porque são frutos que mais tarde hão de se manifestar. Por isso, não despreze o seu "jardim de orações", onde suas orações serão ouvidas e respondidas por Deus.

Ser mãe é como ser uma rosa, uma rosa de Sarom, isto é, dos mais belo jardim. Uma rosa que se veste como um lírio, de vestes formosas e perfumadas de retidão, amor e justiça.

"Eu [A ESPOSA] sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales." Cantares 2.1

Veja, é a esposa falando! Esposa do esposo, que é Jesus Cristo. Você é parte integrante da igreja e corpo de Cristo. Você é esta rosa de Sarom! Então, para comemorar essa descoberta, os lírios para uma rosa...

"Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam. E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles." Mateus 6.28,29

Os lírios possuem a glória originaria na beleza das suas vestiduras. Você tem a glória das vestes de Cristo? Despreze tudo que possa ofuscar essa glória. Não olhe para trás, para erros ou para lembranças que te desmotivem a prosseguir.

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." 2 Coríntios 5.17 

"...porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo." Gálatas 3.27 

Se você ainda não renasceu e deseja verdadeiramente "nascer de novo" (Jo 3.3), saiba que se aceitar estas vestes, você será como uma rosa vestida de lírios, de uma veste linda e gloriosa, como as vestes de Jesus Cristo, Senhor e Rei de todos nós.


Autor
G.F. da Silva